morandi

A redação do site Pontaporainforma esteve conversando com o advogado Luiz do Amaral sobre a grande novidade que vem agitando a fronteira, que seria a instalação de um cinema em Ponta Porã, fato confirmado pelo advogado, que contou que serão 4 salas e que já estão em fase de acabamento, sendo essa uma parceria com grupos forte que tem cinema em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Assunção-PY, sendo o Circuito de Cinemas muito forte no Brasil.

O grande empreendimento cultural será na Rua Marechal Floriano, ao lado do Hotel Internacional e, de acordo com Luiz do Amaral, já estão sendo instaladas as poltrona se a próxima etapa será concentrada em reformar a fachada e a previsão é de inauguração no mês de fevereiro de 2019.

As 4 salas terão aproximadamente 600 poltronas com lugares para deficientes, climatizado, online, ou seja, o lançamento que tiver em SP, RJ, MG, terá lançamento em Ponta Porã no mesmo dia e horário.

“É algo moderno e é um sonho antigo que a gente tinha e que agora tornará realidade”, afirmou Amaral.

O advogado Luiz do Amaral é um empreendedor que tem hotéis, escritório de advocacia e agora realiza o sonho antigo de empreendimento na cultura com o apoio desse forte grupo. Luiz do Amaral contou à reportagem que questionou o grupo do porque de Ponta Porã ter sido escolhida o qual obteve a resposta que o ponto forte foi o fato de existir muitos universitários hoje na fronteira.

” Acredito que as coisas irão se inverter e as pessoas de Amambaí e Dourados irão vir assistir os filmes aqui”, brincou o advogado.

A data da inauguração ainda não está definida, mas o mês será em fevereiro e já dá para sentir o cheirinho da pipoca, os comentários sobre os filmes em cartazes, a magia de adentar as salas de cinema, a emoção de quando as luzes se apagam e a telona se ilumina, pois ali viveremos algumas horas de pura magia, fantasia, risos, choro, emoção, raiva, alegria. As misturas de sentimentos numa tela de cinema.

A fronteira está em festa com tão agradável notícia e parabeniza os empreendedores. Agora, fica nas mãos da população prestigiar o grande investimento cultural.

reprodução: PontaPorãInforma